Imagem de uma vara de pescar pescando uma carta

Qual a diferença entre Phishing e Spam?

Entender qual a diferença entre phishing e spam é um dos pontos principais para quem participa do universo das criptomoedas. Em outras palavras, estamos falando de segurança na internet, alvo de constantes ataques de roubos de dados.

Somente em emails, são cerca de 112 bilhões de envios diários de spam, segundo estudo do Span Laws, que discute a questão da privacidade e da segurança na internet. Por isso é importante conhecer o que é phishing e o que é spam. Mas, afinal, você sabe o que significam esses dois termos e quais são os impactos na sua vida? 

Para entender mais sobre o tema, fique com a gente! Vamos explicar como esses ataques ocorrem e mostrar um conjunto de medidas que ajudam a combatê-los.

 O que é phishing e spam? 

Conhecimento é a melhor forma de ajudar a proteger seus computadores e contas de pessoas mal-intencionadas. Por isso, é bom entender o que é phishing e spam, assim como ter em mente quais são as diferenças entre eles.

 SPAM 

Há algumas divergências quanto ao significado da palavra SPAM. A mais comum é que se trata de uma sigla para o termo Sending and Posting Advertisement in Mass, que significa “enviar e postar publicidade em massa”, em tradução livre.

Podemos dizer  que o spam não é apenas incômodo, ele é perigoso, principalmente se fizer parte de um golpe de phishing, sobre o qual veremos mais detalhes a seguir.

Spam são conteúdos geralmente enviados às pessoas sem que elas tenham consentimento e as ferramentas usadas para isso passam principalmente pelo email e pelas redes sociais.

 PHISHING 

Phishing é o crime de enganar pessoas para que compartilham informações confidenciais, como senhas e número de cartões de crédito. A expressão phishing surgiu a partir da palavra em inglês “fishing“, que significa “pescando”. Ou seja, pessoas criminosas utilizam esta técnica para “pescar” as vítimas, e, junto delas, os próprios dados pessoais.

Segundo especialistas, o termo phishing apareceu pela primeira vez no roubo de contas de email habilitadas no antigo provedor de internet América On-line (AOL), uma das pioneiras da rede.

Há também relatos de casos de fraudes em 1996. O levantamento da Kaspersky, no primeiro trimestre de 2019, mostrou que uma em cada cinco pessoas (21,66%) receberam esse tipo de mensagem fraudulenta.

<H4> Tipos mais comuns de phishing </H4>

  • Blind Phishing – ocorre via disparo de emails em massa;
  • Smishing – realizado por disparos de SMS para celulares;
  • Clone Phishing – feito por meio do clone de um site original;
  • Whaling – mira empresários e executivos de cargos estratégicos;
  • Vishing – utiliza mecanismos de voz para aplicar golpes na internet.

 Qual a diferença entre Phishing e SPAM? 

De forma geral, phishing é o roubo de dados que uma pessoa usa na internet, enquanto spam se refere a materiais publicitários enviados em massa, contendo links que dão origem ao golpe de phishing.

No spam, grande parte do conteúdo tem interesse puramente comercial. A intenção é que você ou sua empresa comprem produtos e serviços. Para isso, utilizam uma mensagem atrativa, que leva a clicar e conhecer melhor aquela oferta “imperdível” ou “exclusiva”.

Dados pessoais não são o objetivo final de quem utiliza o phishing, mas o fraudador avalia que, a partir de dados pessoais, como os de cartão de crédito, por exemplo, conseguirá obter alguma vantagem posterior.

O phishing também ficou mais sofisticado ao longo do tempo. Aplicativos, emails e sites maliciosos são projetados atualmente para o roubo de dados.

A ferramenta Anti-Phishing Working Group avalia que a taxa de sucesso dos golpistas fica na faixa de 5% do total de mensagens enviadas. Por isso, saber o que é phishing de forma conceitual ajuda a como identificar um ataque desse tipo, pois as possibilidades são inúmeras.

 Phishing e spam no setor financeiro  

No caso das criptomoedas, o spam vem com frases persuasivas e de caráter duvidoso no assunto do email, com objetivo de fazer as pessoas abrirem o conteúdo. Exemplo: “a moeda que vai se valorizar 500% em 2022” ou outras frases persuasivas.

Já nos modelos que envolvem phishing, as fraudes estão em outro patamar. Nesse tipo de golpe, os usuários acabam registrando dados que dão acesso aos seus saldos financeiros, seja da conta bancária ou da carteira de criptomoedas (wallet) maliciosas.

Além disso, o clique no link de um boleto falso, supostamente atrasado, também acarreta a invasão do seu notebook ou celular. Tenha sempre atenção aos links em spams, pois muitos desses mecanismos de golpes geram a instalação de software malicioso em computadores e smartphones.

A relação de vítimas não para aí e também inclui o universo corporativo. As chances de roubo de dados pessoais ou informações estratégicas da sua empresa também são enormes.

Na maioria dos casos, as pessoas que fazem parte do golpe não são encontradas, pois as operações empregam técnicas que dificultam o rastreamento. Por isso, entender o que é phishing e outros golpes comuns da internet é fundamental, beleza?

 Dicas de como se proteger de Phishing 

Agora que você já sabe como identificar esses golpes, é preciso saber também como se proteger de um phishing e de um spam. Os métodos de segurança, dentro e fora do universo de criptomoedas, incluem a prevenção e o combate às fraudes.

Dicas para se proteger de golpes:

  • Divulgue seu email somente para sites e pessoas confiáveis;
  • Nas redes sociais, monitore seus acessos, analise suas configurações de privacidade e cuidado com aplicativos e jogos;
  • Links ou arquivos recebidos no WhatsApp pedem atenção redobrada; mensagens suspeitas de colegas também devem ser checadas;
  • Prefira senhas fortes e de uso único;
  • Configure a autenticação de dois fatores, que garante maior segurança no acesso à conta;
  • Mantenha o sistema operacional e o antivírus de seus equipamentos e celulares sempre atualizados.

Se quiser ainda mais proteção, você pode configurar seu email, de forma a evitar tentativas de spam e phishing. Basta seguir o passo a passo:

  1. Marque as publicidades indesejadas (seu email passará a restringi-las automaticamente, inclusive para outros remetentes);
  2. Em um email de spam, clique em “cancelar assinatura” somente em sites confiáveis (há golpes que usam softwares maliciosos a partir do link “cancelar assinatura”);
  3. Desative o carregamento automático de imagens.

 As fraudes crescem, mas você sabe como se proteger 

A Proofpoint, empresa de segurança voltada ao mundo cibernético, apontou uma alta de 30% no volume de spam em 2021. Somente em dezembro de 2021, 10 bilhões de mensagens de spam a mais circularam pelas redes em todo o mundo.

Durante a pandemia iniciada em 2020, os aplicativos de mensagens instantâneas ganharam força, por conta do distanciamento social, e também passaram a ser cenários de golpes, geralmente partindo da lista de contatos salva em um celular.

A Bitso garante transparência, porque sabe o quanto isso é importante para que você fique seguro, especialmente ao lidar com o seu dinheiro. Por isso, se quiser comprar e vender criptomoedas, como Bitcoin, Ether e Litecoin com mais confiança e praticidade, conheça o aplicativo da Bitso, que é 100% gratuito e está disponível tanto para IOS quanto para Android.

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.