Planejamento financeiro: o que é e como montar o seu!

Aprenda o que é planejamento financeiro e confira 7 passos para criar o seu

Você sabe o que é planejamento financeiro? Se respondeu “anotar quanto eu gasto e subtrair de quanto recebo para ver se, no final do mês, vai sobrar algum dinheiro”, podemos dizer que é quase isso, só que com uma abordagem mais aprofundada.

Planejamento financeiro dá um passo além, e consiste em organizar adequadamente as suas finanças, de modo que consiga arcar com os seus gastos (fixos ou não) e, também, se preparar para o futuro.

A ideia é conseguir chegar a um ponto de equilíbrio, no qual a forma como você lida com o seu dinheiro permita que honre com os seus compromissos financeiros, mas que também tenha sobras para momentos de lazer, realização de sonhos e, consequentemente, uma vida mais tranquila ao longo dos anos.

E por falar sobre o passar dos anos, ao que tudo indica, saber o que é planejamento financeiro se tornou mais importante para as pessoas ultimamente.

Uma pesquisa realizada em 2018 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPB Brasil), em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), citada em matéria da Agência Brasil, revelou que, na época, 58% dos brasileiros raramente, ou quase nunca, controlavam suas vidas financeiras.

Inclusive muitos (17%) recorriam a empréstimos, cheque especial e cartão de crédito para pagarem suas contas do mês.

Porém, esse cenário mudou, conforme aponta a pesquisa da Associação Planejar divulgada no portal E-Investidor do Estadão.

Segundo esse levantamento, dos 600 entrevistados, 64,6% fazem planejamento financeiro. Entre os objetivos de terem adotado essa prática, vemos:

  • organizar as finanças: 46,2%
  • evitar endividamento: 41%
  • se preparar para a aposentadoria: 18,6%
  • sair de dívidas: 9,8%

E você, faz parte de qual grupo? Independente do seu grupo, entender mais sobre o assunto vai te ajudar. Então, continue a leitura deste artigo e confira o que é planejamento financeiro, sua importância e sete passos para criar o seu!

O que é planejamento financeiro?

Assim como dissemos na explicação inicial sobre o que é planejamento financeiro, trata-se de uma forma de melhorar a relação que uma pessoa tem com o seu dinheiro

O propósito é descobrir como organizar os seus recebimentos e gastos e, com isso, arcar com suas despesas, evitar ou sair de dívidas, e conseguir ter um futuro financeiro mais tranquilo.

É interessante também que você saiba que existem diferentes tipos de planejamento financeiro, tais como:

  • pessoal: tem foco em cuidar da saúde financeira de um indivíduo;
  • familiar: destinado a atender e preservar a parte financeira de uma família, independentemente de quantas pessoas a compõe, considerando as suas fontes de renda;
  • empresarial: direcionado para controlar ganhos e gastos de um negócio e, com isso, buscar o seu crescimento.

Qual a importância do planejamento financeiro para a sua vida?

O que é planejamento financeiro deve ter ficado claro agora, certo? Mas por que você deve pensar nisso? Bem, a própria definição do conceito já dá uma boa ideia da sua importância. 

Porém, para deixar isso mais evidente, vamos pontuar por quais motivos adotar essa estratégia pode fazer tanta diferença na sua vida:

  • ajuda a identificar quais são os seus gastos e quais podem ser eliminados ou reduzidos;
  • permite que você controle melhor o seu dinheiro, visualizando onde pode gastar e/ou aplicar os seus recursos;
  • contribui para ter sobras financeiras que podem ser direcionadas para o seu futuro;
  • ajuda a economizar para realizar sonhos em curto, médio e longo prazo;
  • evita desgastes físicos, mentais, emocionais e possíveis problemas nos relacionamentos decorrente do uso do dinheiro;
  • respalda você financeiramente em casos de imprevistos.

Como funciona o planejamento financeiro na prática? 

Um princípio básico do planejamento financeiro é a disciplina. Isso quer dizer que não adianta acompanhar as suas contas por um ou dois meses e, depois “entregar para o universo” esperando bons resultados.

Para realmente ter um efeito positivo, é bem importante que adote isso para sua vida e torne esse controle parte natural da sua rotina.

Mas não se preocupe que isso não é um bicho de sete cabeças. Há diversos métodos de planejamento financeiro fáceis de serem adotados. Alguns exemplos são:

  • 50 – 30 – 20: destinar 50% da renda líquida para gastos essenciais, 30% para os pessoais e 20% para pagamento de dívidas e reserva financeira;
  • 50 – 10 – 10 – 10 – 10 – 10: destinar 50% da renda líquida para despesas básicas, 10% para doações, 10% para lazer, 10% para reserva e/ou despesas de longo prazo, 10% para investimentos, 10% para conhecimento;
  • 70 – 20 – 10: destinar 70% para despesas essenciais como alimentação e moradia, 20% para dívidas e/ou reserva financeira e 10% para investimentos.

Como fazer um planejamento financeiro de resultado?

Agora que você já sabe o que é planejamento financeiro, sua importância e até alguns métodos, que tal descobrir como fazer o seu e evitar que as suas finanças sejam comprometidas?

Os passos que você pode seguir para isso são:

  1. Defina quais são as suas metas e objetivos com essa estratégia, por exemplo, quitar dívidas, estudar, viajar, comprar um imóvel, trocar de veículo, entre outras propostas
  2. Escolha quais serão as suas ferramentas de apoio para realizar o seu controle orçamentário, tais como planilhas ou aplicativos próprios para gestão financeira pessoal
  3. Liste todos os seus gastos, de modo que fique fácil identificar quais são essenciais e quais são supérfluos que podem ser eliminados ou, pelo menos, reduzidos
  4. Relacione todas as suas fontes de renda, incluindo salário fixo, recebimento de pagamentos extras como aluguel, pensão, bonificações, entre outros
  5. Compare se o que está gastando está compatível com o que vem recebendo. Caso não esteja, identifique o que pode ser ajustado
  6. Se tiver dívidas, considere renegociar com os credores, a fim de buscar juros menores e/ou parcelas e prazos de pagamento mais condizentes com a sua realidade
  7. Para as sobras, estude quais formas de poupar e investir tem mais a ver com o seu perfil de investidor: há quem prefira investimentos de risco, há quem se sinta mais confortável com abordagens mais conservadoras.

E como dissemos, o planejamento financeiro não é algo a ser feito uma única vez. O ideal é que você faça esse processo todos os meses para, com isso, conseguir acompanhar de perto a evolução da sua vida financeira.

Estudar sobre o tema e conhecer diferentes maneiras de poupar e de usar o seu dinheiro também são outras formas de manter as suas finanças em dia. 

Aqui, no blog da Bitso, você tem acesso a diversos conteúdos que falam de saúde financeira e do mundo das criptomoedas. Continue por aqui – aproveite para ver o conteúdo relacionado aqui embaixo, e vamos que vamos!