Golpes em criptomoedas: quais os mais comuns e como evitar?

Imagem com cadeado apra simbolizar proteção contra golpes virtuais com criptomoedas

Fraudes e golpes com criptomoedas têm crescido nos últimos tempos. Dados divulgados no site Markets Insider, referentes a uma análise feita pela empresa Crypto Head, que faz o rastreamento de informações sobre esse mercado, apontaram que 2021 esteve prestes a bater o recorde de golpes e incidentes com as moedas digitais.

Segundo o levantamento, os golpes em criptomoedas em 2021 aumentaram 40,7% em relação a 2019, chegando ao total de US$2,99 bilhões. De acordo com o estudo, o número de crimes nesse setor tem crescido 41% a cada ano.

No Brasil, informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), divulgadas no portal da CNN, revelaram que as criptos são usadas em 43% das práticas criminosas financeiras, se posicionando no topo desse ranking.

Ainda segundo a CVM, o WhatsApp é a ferramenta mais usada para golpes em criptomoedas, com 27,5% das aplicações, e o famoso boca a boca em 19,7% das ações fraudulentas.

Aqui, vale lembrar que a Bitso NÃO se comunica com seus clientes usando imagem de pessoa física pelo WhatsApp, então, já sabe: se uma pessoa te procurar pelo “zap” dizendo ser da Bitso, não acredite!

Além disso, o que mais fazer para não ser vítima desse tipo de crime e engrossar essas estatísticas? Neste artigo, trouxemos as cinco fraudes em criptomoedas mais comuns e sete dicas de segurança para você não ser vítima de ciladas.

Quais são os golpes em criptomoedas mais recorrentes?

O valor de perdas em 2021 de US$93,3 milhões apontado pelo relatório da Crypto Head é muito, concorda? Na verdade, temos quase certeza de que, se você perder R$100, R$200, isso pode acabar com o seu humor, e gerar vários problemas na sua vida financeira, não é mesmo? É importante, por isso, saber como se proteger.

Uma boa maneira de evitar ser alvo de fraudes com criptomoedas é conhecendo quais são as mais comuns. Alguns exemplos que compõem essa lista são:

  • garantia de ganhos rápidos;
  • pirâmides financeiras;
  • oferta de criptoativos que ainda não foram lançados;
  • carteiras virtuais falsas;
  • corretoras falsas.

Garantia de ganhos rápidos

Repita este mantra: “Não existe garantia de ganhos rápidos no mundo das criptos”, “Não existe garantia de ganhos rápidos no mundo das criptos”, “Não existe garantia de ganhos rápidos no mundo das criptos”…

Para sermos mais realistas, não existe nem a garantia de ganhos. Isso porque se trata de um mercado extremamente volátil, em que o preço das principais criptomoedas oscila constantemente — inclusive, podendo acontecer mudanças várias vezes em um mesmo dia.

Por isso, se alguém oferecer a você estratégias que assegurem lucratividade, corre que é cilada! Um exemplo: “transfira mil reais ainda hoje que garanto que você terá seis mil até o fim da semana”- impossível!

Sempre que te fizerem uma proposta dessas, pense assim: se fosse fácil, todo mundo estaria rico, certo? E tem mais: se a pessoa é desconhecida, seria o equivalente a um estranho te pedir dinheiro na esquina pra te devolver 6 vezes mais depois. Você entregaria seus mil reais? Então.

Infelizmente, pessoas que usam a Bitso já caíram nessa história, e a gente sempre pede para não aceitar ajuda de estranhos online – entenda melhor na Central de Ajuda.

Pirâmides financeiras

As pirâmides financeiras são ações fraudulentas nas quais os criminosos atraem pessoas com a promessa de ganhos rápidos também, mas com um mecanismo específico.

Funciona mais ou menos assim: você paga uma taxa para entrar em determinado negócio e, para continuar, precisa convidar outros a fazer o mesmo. A remuneração por isso tem como base a indicação de novos participantes no esquema.

No mundo das criptomoedas, esse golpe tende a ser aplicado no serviço de mineração, no qual os mineradores pagam por uma taxa para obterem um suposto aumento na velocidade do processo, com a promessa de receber o valor investido de volta quando outros mineradores fizerem o mesmo. 

A questão é que, na verdade, nenhuma criptomoeda está sendo minerada!

Oferta de criptoativos que ainda não foram lançados

Na lista de fraudes em criptomoedas é preciso citar, também, a oferta de criptos inovadoras, que ainda nem foram lançadas no mercado.

Os golpistas se aproveitam do conceito de que algo novo tende a chamar a atenção das pessoas e que isso faz aumentar a sua procura — vale destacar que a oferta e demanda é um dos critérios que define os preços das criptomoedas. Isso quer dizer que, quanto mais procurado o ativo digital, mais o seu valor tende a subir.

O fato de um ativo ser novo não garante que seu valor vai subir, mas lemos por aí sobre gente que ficou rica por ter Bitcoin desde o começo e queremos acreditar. Muito cuidado! Já dissemos desde o primeiro item: cripto não tem garantia, assim, não acredite na promessa de que, “com certeza, o preço vai subir depois”.

Por conta dessa fantasia, a vítima acredita ser uma das pioneiras no projeto e, pensando na possível valorização da suposta moeda digital, acaba comprando um ativo que não existe, enquanto os criminosos somem com o dinheiro.

Carteiras virtuais falsas

Uma das formas de guardar os criptoativos é nas chamadas carteiras virtuais, ou wallets. Sabendo disso, golpistas criam sites e aplicativos falsos. Assim, uma vez que as criptomoedas são transferidas para custódia, elas são roubadas e a wallet, simplesmente, desaparece!

Continue para a próxima situação que a gente explica mais.

Corretoras falsas

O mesmo princípio tende a ser aplicado na criação de corretoras falsas, o que faz com que a pessoa acesse a exchange e utilize os serviços de compra, venda e/ou guarda de moedas digitais, sem saber que está lidando com uma empresa que não existe.

Uma forma de não passar por isso – tanto com corretoras quanto com carteiras – é se atentar a alguns pontos na hora de escolher a empresa ou serviço com o qual pretende se relacionar.

Veja o site da empresa, as redes sociais, as formas de contato (teste para ver se existem mesmo), tudo que pode te dar segurança. E sempre comece com um valor pequeno, para ter segurança.

Como evitar golpes em criptomoedas? 7 dicas de segurança da Bitso!

Uma matéria publicada no portal Cointelegraph revelou que os golpes e as fraudes em criptomoedas estão ficando cada vez mais sofisticados e tendem a aumentar em 2022.

Como, agora, você já conhece os mais recorrentes, fica mais fácil evitar ser a próxima vítima, certo?

Porém, para trazer a você ainda mais segurança para mergulhar de vez nesse mar de moedas digitais, trouxemos sete dicas que valem muito a pena ser aplicadas. São elas:

  • jamais, nunca, em hipótese alguma acredite em promessas de dinheiro fácil, especialmente se tiver que dispor de um alto valor para obter retorno;
  • tenha muito cuidado com os dados utilizados nas operações, conferindo com muita atenção todas as informações que envolvem as transações;
  • utilize programa de antivírus no computador ou smartphone que for utilizar para realizar as operações;
  • faça um bom levantamento sobre a reputação da exchange antes de começar qualquer processo;
  • somente converse com a corretora pelos canais de comunicação oficiais da empresa;
  • em momento algum passe qualquer dado sobre seus ativos por soluções como chat pessoal (sem ser da empresa) e aplicativos de troca de mensagens, ou mesmo ligações telefônicas, principalmente se a corretora não utiliza esses recursos de conversação (lembre que as formas de contato oficiais costumam ser listadas no site);
  • pesquise e estude bastante sobre a criptomoeda ou token que deseja adquirir para a sua carteira. Dessa forma, saberá como o ativo digital costuma se comportar e suas aplicações  para não cair em “conversinhas” ou promessas sem pé nem cabeça.

Sobre esse último tópico, não deixe de ler o artigo “Como e onde estudar sobre criptomoedas? 5 formas de saber mais sobre ativos digitais!” e fique de olho no Blog da Bitso para acompanhar mais novidades sobre o mercado de criptomoedas!

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.