tipos-golpes-virtuais

Tipos de golpes virtuais: conheça 11 deles e como evitá-los

É triste dizer isso, mas há uma infinidade de tipos de golpes virtuais. O fato é que, quanto mais a internet se torna uma ferramenta essencial para o nosso dia a dia, mais brechas os criminosos encontram para realizarem os seus crimes.

Segundo dados da Serasa Experian, empresa de dados de crédito, aqui no Brasil, a cada 8 segundos uma pessoa sofreu tentativa de fraude digital no primeiro semestre de 2021, conforme foi divulgado em matéria publicada no portal Tilt UOL.

De envio de boletos falsos, ao mais recente “golpe da vacina contra a Covid-19” — sim, os malfeitores não se importam com questões sérias de saúde como essa para tentar roubar dados e dinheiro —, são quase incontáveis os crimes cibernéticos que estão sendo aplicados atualmente.

Se ainda não existe uma maneira realmente eficaz de impedir essas ações, cabe a cada um de nós encontrarmos formas de evitar nos tornamos a próxima vítima, concorda?

Para isso, o primeiro passo é conhecer os principais tipos de golpes virtuais que estão acontecendo nos últimos tempos e, com base nessa informação, adotar as medidas necessárias de proteção.

Continue a leitura deste artigo para conferir tudo isso que acabamos de mencionar e proteja seu dinheiro, seus dados pessoais e financeiros. Vamos lá!

O que são golpes virtuais?

Antes de listarmos alguns dos tipos de golpes virtuais que estão sendo aplicados, vale contextualizar o que contempla essas ações, certo? Então, vamos lá!

Afinal, o que são golpes virtuais? Golpes virtuais são crimes praticados pela internet, comumente, com o objetivo de obtenção de ganhos financeiros, seja de forma imediata subtraindo quantias em contas ou com o uso posterior de dados para buscar enganar a vítima.

Essa prática ilegal pode afetar tanto pessoas físicas diretamente quanto empresa, independentemente do porte ou do ramo de atuação.

Os criminosos podem coletar dados e informações diretamente, ou ainda instalar vírus e aplicativos nos dispositivos que façam essa atividade posteriormente.

Quais são os tipos de golpes virtuais da atualidade?

Com essa definição em mente, agora sim, vamos para a apresentação de alguns tipos de golpes virtuais.

Entre os mais praticados atualmente estão:

  • clonagem do WhatsApp;
  • Golpe do Pix;
  • vacina contra a Covid-19;
  • fechamento da agência bancária;
  • FGTS;
  • Receita Federal;
  • páginas web falsas;
  • oferta de emprego tentadora
  • suporte técnico;
  • boleto falso;
  • investimento.

Clonagem do WhatsApp

Infelizmente, o golpe de clonagem do WhatsApp é quase um clássico no mundo dos crimes digitais que já fez muitas vítimas e gerou prejuízo financeiro para muita gente.

Se você fizer uma pesquisa rápida na internet, verá notícias que apontam para mais de 5 milhões de vítimas desse crime aqui no Brasil!

De modo geral, o criminoso envia uma mensagem com alguma oferta tentadora que, para ser ativada, requer um código — que, na verdade, é o de acesso ao app. Com essa informação, ele clona o WhatsApp da pessoa e começa a solicitar transferência de valores dos contatos.

Pix

O golpe do Pix tende a estar relacionado com a falta de conhecimento quanto ao uso correto das chaves desse sistema. 

Os malfeitores se passam por representantes de instituições financeiras para ajudar as pessoas com o cadastro e, após terem acesso à informação, iniciam a transferência de valores e outros crimes contra o patrimônio.

Vacina contra a Covid-19

Esse é um dos tipos de golpes virtuais que coleta dados e informações das vítimas. Por meio de e-mails, ligações e/ou mensagem de textos falsos, quem está aplicando o crime alega que o contato é para agendar a aplicação da vacina contra o coronavírus. 

Com o endereço e outros dados em mãos, os criminosos enganam as vítimas e até mesmo roubam fisicamente no local informado.

Fechamento da agência bancária

Criminosos simulam serem novos gerentes de contas, ou funcionários do banco informando sobre o fechamento da agência.

Com isso, solicitam informações pessoais para atualização de um suposto cadastro bancário, ou para a oferta de variados produtos financeiros. 

FGTS

Tendo como base o calendário de saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, golpistas criam páginas falsas que sugerem a ideia de um processo de saque facilitado.

Sem saber se tratar de um golpe, as vítimas preenchem com todas as informações relacionadas ao benefício e têm os valores de direito roubados.

Receita Federal

No caso do golpe da Receita Federal, um falso e-mail é enviado dando a entender que se trata de uma intimação ou notificação do órgão federal.

Ao abrir, a vítima é orientada a abrir um anexo com as informações do processo. Porém, o documento em questão é um vírus que rouba informações e danifica o equipamento.

Páginas web falsas

Por algum meio de comunicação digital, como e-mail ou mensagem de texto, um link é enviado com ofertas incríveis de uma grande marca, a exemplo de descontos e brindes.

No entanto, a página web é falsa, criada especialmente para coletar informações das vítimas para, posteriormente, usar esses dados para transações financeiras, compras e afins.

Oferta de emprego tentadora

Você perceberá que boa parte dos tipos de golpes virtuais partem do envio e acesso de um link com descontos ou propostas tentadoras. Este, da oferta de emprego com condições diferenciadas, não é diferente.

Se passando por profissionais da área de recursos humanos, criminosos oferecem vagas de emprego com salários altos e carga de trabalho reduzida. Atraídos pela proposta financeiramente atraente , as vítimas clicam em links maliciosos que instalam um vírus no computador e posteriormente podem roubar dados e dinheiro da vítima.

Suporte técnico

“Problemas com seu computador? Baixe este aplicativo e resolva agora mesmo!”. 

Essa pode ser uma das chamadas do golpe do suporte técnico, que consiste em pop-ups e links que podem infectar o dispositivo com vírus, roubar dados, ou fomentar a compra de um antivírus que não existe.

Boleto falso

Neste crime, os golpistas criam boletos falsos idênticos aos verdadeiros, com a diferença que o código de barras envio o valor pago para as suas próprias contas, e não para a da empresa que deveria ser a emissora do documento de cobrança.

Na grande maioria desses casos, a origem da compra se dá em um site ‘fake’, criado para enganar as vítimas que ficam no prejuízo.

Investimento

Os golpes de investimentos estão, geralmente, relacionados a ganhos altos e em pouco tempo. Para esse crime podem ser usados diferentes produtos financeiros, tais como compra de ações e até de criptomoedas

A vítima pode ser induzida a comprar um ativo financeiro que não existe, ou ainda injetar um valor de participação inicial para obtenção de lucros maiores, como acontece nos casos de pirâmides financeiras.

Como se proteger e onde denunciar golpes virtuais?

Uma das melhores maneiras de se proteger de crimes virtuais é: desconfie de tudo! Por exemplo, no caso das moedas digitais, a volatilidade desse mercado impede que seja dada a qualquer um garantia de lucratividade — menos ainda alta e em pouco tempo.

E não só isso… o desconto está muito acima do que você tem visto em outros locais? A oferta de emprego que recebeu no SMS está cheia de erros de português? A pessoa do outro lado da linha fica insistindo para que você não desligue? Pequenos detalhes podem indicar que você está numa armadilha.

Sobre as criptomoedas, vale reforçar: para não comprar ativos digitais que não existem, busque realizar suas transações por meio de uma exchange de criptomoedas segura e confiável, como a Bitso.

As demais situações podem ser evitadas com práticas como:

  • não passar qualquer informação pessoal via telefone, mensagem de texto, e-mail, ou outro meio de comunicação;
  • não abrir links suspeitos;
  • utilizar um bom antivírus;
  • manter seus aplicativos atualizados.

Mas se mesmo com todos esses cuidados você for vítima de um desses crimes, as providências seguintes a serem adotadas são:

  • colete evidências, a exemplo de prints de telas;
  • registre essas provas digitais em um cartório;
  • faça um Boletim de Ocorrência em uma delegacia da Polícia Civil;
  • entre em contato com a Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos (DRCI).

Que tal estar sempre por dentro de assuntos importantes como este? Aproveite que está aqui, no blog da Bitso, e navegue por outros conteúdos sobre o tema agora mesmo!

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.