Desdobramento de ações do mercado

Desdobramento de ações: o que é e por que importa?

Quando você começa a estudar um pouco mais sobre os mercados financeiros e decide botar a mão na massa no mercado de renda variável (para comprar e vender ações), começa a ficar de olho nas cotações das ações. A diferença entre uma ação “baratinha” e outra “bem cara” pode fazer a diferença na hora de começar.

Neste artigo você saberá mais sobre um mecanismo utilizado por companhias de capital aberto (aquelas que estão na bolsa de valores) para tentar te atrair e fazer comprar ações: o desdobramento de ações. Vamos então ao que isso significa!

O que significa desdobramento de ações?

Desdobramento de ações é quando uma empresa decide, sem alterar o valor total da companhia, tornar o preço de uma ação mais barato para quem vai entrar a seguir.

Fazer um desdobramento de ações significa basicamente duas coisas: para quem já tem as ações, a sua participação total na companhia continua a mesma, alterando apenas o valor unitário de cada ação; e para quem vai entrar (quer comprar ações), fica mais atrativo e fácil porque o valor envolvido fica menor.

Esse desdobramento geralmente acontece nas proporções de 1:2, 1:3 ou 1:10, mas pode acontecer de acordo com o número que o conselho de administração da companhia preferir e decidir. É importante ressaltar: o valor total da empresa não se altera com isso e, consequentemente, também permanece igual o valor de quem investe nelas

Seja comprando ações através do mercado fracionário ou mesmo integral, quem decide entrar após um desdobramento de ações encontra como custo de entrada um montante de dinheiro menor do que antes, o que, como logo ao início apontamos, pode ser fator de decisão para que a pessoa passe a investir comprando aquela ação.

Antes de seguirmos adiante, vale fazer uma ressalva: esse desdobramento costuma ser chamado também de split de ações, esse é um termo técnico que pode ser encontrado quando se fala neste assunto, ok?

Como funciona o desdobramento de ações?

Esse desdobramento funciona como adicionar dobras em uma folha de papel: a área total da folha aberta segue a mesma, mas, dobrando-a mais vezes ao meio, ela vai se reduzindo de tamanho, ainda que a quantidade de papel ali presente seja a mesma.

Pensando nessa folha de papel como sendo uma ação em seu valor “regular”, dobrá-la significa que você está reduzindo a cotação para quem vai entrar em seguida.

Essa analogia das dobras no papel é importante porque deixa bastante claro que, dessa maneira, o todo não se altera, apenas o unitário. Vamos a um exemplo numérico para facilitar o entendimento!

Imagine uma empresa que disponibilizou na bolsa um milhão de ações com cotação de R$25,00 cada uma. O valor total disponibilizado em ações da empresa é, então, de R$25.000.000,00, que é igual ao seu valor de mercado (também conhecido como market cap);

Em uma reunião do conselho de administração, a empresa decide fazer um desdobramento de suas ações na razão 1:5. O que acontece na prática?

Passam a existir cinco vezes mais ações (de um milhão são agora cinco milhões delas), enquanto o preço se reduz a um quinto (a cotação, que era de R$25,00, passa a ser R$5,00). Veja que o valor total segue o mesmo: multiplicando cinco milhões (o número de ações) por R$5,00 (a nova cotação), chegamos ao mesmo valor inicial de vinte e cinco milhões de reais.

Quem detinha uma ação da empresa, a R$25,00, passa a deter cinco ações agora, a R$5,00 cada. Aquela pessoa que decide investir nessa ação precisava antes de R$25,00 para comprar cada uma de suas um milhão de ações, enquanto agora, com R$5,00, pode ser detentora de uma de suas cinco milhões de ações.

Quando uma empresa passa por um desdobramento de ações, o valor que o acionista tinha segue o mesmo, o que muda é o valor unitário. Na prática, o maior efeito será na declaração de Imposto de Renda: para declarar essas ações, será preciso colocar a nova quantidade que se tem e sua respectiva nova cotação.

Vantagens do desdobramento de ações

Como apontamos anteriormente, as companhias que decidem fazer o split de suas ações fazem isso com a motivação de trazer mais pessoas para comprarem suas ações. Mas a vantagem não é apenas essa:

  • Maior liquidez: com uma cotação mais acessível, mais pessoas podem se interessar pela compra daquela ação;
  • Melhoria em índices comparativos: algumas pessoas costumam comparar ações com o preço de outras do mesmo setor; uma ação “cara” (de cotação mais alta) pode ser menos atrativa e, dessa maneira, fazer um split de ações pode significar “colocar melhor no rankeamento” por múltiplos a ação de uma empresa perante a de outras de um mesmo mercado;
  • Possível sinal de sucesso: pessoas que investem podem ver como sinal positivo uma empresa que faz seguidos splits de suas ações, porque isso significaria que a empresa, mesmo tendo resultados positivos que puxam as cotações para cima, segue tendo interesse em ter mais pessoas investindo (e, portanto, mais liquidez);
  • Mais ações disponíveis para compra: todo split de ações faz com que o número de ações aumente (ainda que o valor total permaneça o mesmo); com mais ações e em uma cotação mais baixa, é possível que tenhamos mais pessoas interessadas em investir comprando aqueles papéis.

Podendo reduzir a uma grande vantagem, esta seria atrair mais pessoas para investir naquela empresa, deixando-a mais sobre os holofotes de quem pesquisa e fala sobre esses assuntos e disponível para que investidores fiquem de olhos abertos (e quem sabe venham a comprar as ações).

Desvantagens do desdobramento de ações

De um lado temos as vantagens que envolvem trazer mais pessoas para investirem comprando papéis de uma companhia. Por outro, temos as seguintes desvantagens:

  • Custo de uma decisão dessas: já falamos que um split de ações demanda uma reunião do conselho de administração, mas outras etapas burocráticas também são necessárias, o que faz com que exista um custo real de usar esse mecanismo (não é simplesmente estalar os dedos e “temos mais ações e uma cotação menor”);
  • Cuidado com o que você deseja (ter mais pessoas investindo): se aumentar a liquidez pode ser a ideia, junto disso as companhias podem passar a ter pessoas indesejáveis como sócios (por exemplo aquelas pessoas que, com pensamento de muito curto prazo, reclamam na internet todos os dias sobre a “ação que nunca sobe”);
  • Aumento da volatilidade: com mais ações, uma cotação menor e mais pessoas comprando e vendendo aqueles papéis, os preços vão acabar oscilando mais; isso pode ser visto como risco adicional por algumas pessoas, que vão pensar duas vezes antes de investir naquela empresa.

Uma decisão de split de ações precisa ser muito bem pensada por uma empresa de capital aberto, levando em conta os benefícios de ter mais pessoas investindo nela contra os custos envolvidos justamente de ter esse público adicional.

Bonificação de ações vs Desdobramento de ações

Quando uma empresa apresenta resultados financeiros positivos de sua atividade (ou seja, lucro), ela pode optar em reinvestir esses valores em projetos existentes internamente, distribuir esses resultados com seus acionistas (os chamados dividendos) ou fazer um mix das duas coisas.

Porém, para além de beneficiar os acionistas com os resultados positivos distribuídos, é possível que a companhia faça isso por meio das bonificações.

Bonificação de ações é quando uma empresa decide pagar um valor ao acionista em forma de novas ações, no lugar de fazer isso com mais dividendos. Dessa maneira, quem é acionista passa a ser “ainda mais” acionista por ter uma participação maior da empresa – já que, após uma bonificação, tem em sua carteira mais ações da mesma empresa.

A diferença entre bonificação e desdobramento de ações é que no primeiro caso o valor que cada acionista passa a ter aumenta, enquanto no segundo caso esse valor permanece (a cotação se reduz e o número de ações aumenta). 

A vantagem aqui, tanto para a companhia quanto para os acionistas, é que dessa maneira há o pagamento de uma remuneração mais direta aos acionistas que permite um alinhamento ainda maior de expectativas entre as duas partes. Afinal, distribuindo dividendos o acionista faz o que quiser com os recursos, mas tendo mais ações ainda teoricamente prestará ainda mais atenção ao negócio investido.

E agrupamento de ações, o que significa?

No split de ações temos que o objetivo final da empresa é o de tornar sua cotação mais baixa e atrair mais pessoas para investir. Mas e se a ideia for o oposto disso? Neste caso acontece o agrupamento de ações (também conhecido como inplit ou mesmo stock grouping), em que o sentido inverso da operação acontece.

O mecanismo todo é o inverso do que acontece com o split de ações: mantém-se o valor total em ações colocadas no mercado, mas muda a cotação, que agora passa a ser maior.

Um breve exemplo numérico: imagine uma companhia que tenha 2,5 milhões de ações, cada uma com a cotação de R$15,00 – valor total de ações de R$37.500.000,00. Levando em conta que o conselho de administração aprove todas as burocracias para realizar um agrupamento (split/stock grouping) na razão 4:1, o que acontece?

Essa mudança significa que agora passarão a existir 625 mil ações (um quarto da quantidade inicial) e cada uma delas terá a cotação de R$60,00 (quatro vezes superior ao que se tinha antes), mantendo o valor total de R$37.500.000,00.

No fim das contas, isso aqui que importa…

Seja um desdobramento, agrupamento ou movimento de bonificação de ações, é importante ter em mente que o objetivo será sempre o de colocar a companhia em uma posição diferente da que já está, de modo a oferecer uma percepção de que agora o negócio é mais atrativo, independente de para onde a cotação caminhará.

Com a cotação indo para cima, para baixo ou com o acionista tendo ainda mais ações, não se esqueça que a ideia que a empresa tem é de se posicionar melhor nas opções das melhores ações para se investir hoje.

Graças a mais este artigo aqui do Blog da Bitso você se informou a respeito dessa mudança que é tão executada pelas mais diversas empresas de capital aberto – e, assim, não vai se impressionar com movimentos que, no fundo, em si não mudam o valor de companhia alguma, só buscam deixá-las mais atrativas a quem investe.

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.