Trade de bitcoin

Trade de Bitcoin: os 2 passos para fazer + 3 dicas de como começar!

A palavra “trade” significa troca. O termo está relacionado a comércio, negócio, intercâmbio e, enquanto verbo, é aplicado no sentido de barganhar. Seguindo essa lógica, trade de Bitcoin pode ser definido com o processo de troca desse criptoativo.

Nesse cenário é possível trocar Bitcoin (BTC) por outros ativos digitais, como Ether, ou mesmo transformá-lo em dinheiro (real, dólar etc). E qual a ideia por trás disso? Bem, basicamente comprar a criptomoeda quando o seu valor estiver baixo, e vender quando estiver alto.

As operações de trade acontecem dentro de exchanges, que são plataformas online que fazem a intermediação entre as pessoas interessadas nessa estratégia.

Lendo essa explicação parece algo bastante simples, não é? As etapas em si costumam ser mesmo — afinal, com poucos cliques é possível comprar e vender Bitcoin e outras criptomoedas e tokens. Porém, antes de iniciar uma trade, é preciso considerar vários pontos.

Por exemplo, para atuar como trader de Bitcoin (sim, isso é também uma profissão) é essencial ter uma boa estratégia, acompanhar de perto as movimentações das criptos e contar com uma exchange segura e confiável.

Como fazer tudo isso? Prossiga com a leitura e descubra!

Afinal, o que é trade de Bitcoin?

Trade de Bitcoin é o termo utilizado para definir transações de troca que envolvem esse criptoativo.

Elas são semelhantes às operações de câmbio, compra e venda de ações etc, mas voltadas para as criptomoedas, no caso, o BTC.

Como dissemos, as trades de Bitcoin acontecem em exchanges, também chamadas de corretoras. Essas empresas são as responsáveis por “fazer a ponte” entre as duas pessoas envolvidas na negociação. 

Uma vez que elas chegam a um acordo sobre o preço de compra e venda, a transação acontece instantaneamente e de forma anônima na plataforma. Isso quer dizer que uma parte não tem qualquer conhecimento ou informação sobre a outra, o que ajuda a aumentar a segurança da operação.

Tipos de estratégia de trade de Bitcoin

É bem importante também que você saiba que existem diferentes tipos de trade, as quais diferem de acordo com o tempo de cada estratégia.

Alguns exemplos são:

  • Day Trader: operação que considera as oscilações diárias de valorização/desvalorização da moeda digital;
  • Swing Trader: respaldada em análises semanais ou mensais; 
  • Position Trader: transações com foco em longo prazo, geralmente, duram ao menos um mês.

Qual a diferença entre trade de Bitcoin e de outras criptomoedas?

É possível fazer trade com qualquer ativo financeiro, tais como títulos, ações, dinheiro e criptomoedas. O que diferencia é qual moeda é alvo da transação.

No caso, estamos falando sobre as trocas que envolvem o BTC que, conforme dissemos logo no início deste artigo, podem ser feitas por outras moedas digitais ou por moeda fiduciária.

Isso quer dizer que é possível, nesse processo, trocar Bitcoin por Ether, por Litecoin, entre outras criptos; ou ainda por real, dólar, euro etc. Tudo depende do objetivo da sua estratégia e do acordado na negociação.

Em linhas gerais, a ideia de uma trade é aproveitar as oscilações do preço das moedas virtuais para realizar a compra ou a venda. Por isso, não chega a ser absurdo trocar BTC ou outro ativo, ainda que a sua valorização tende a ser a maior do mercado.

Como esses ativos são voláteis, nada impede que o preço do Bitcoin caia consideravelmente em um dia, enquanto do Ether, por exemplo, suba, tornando interessante a sua aquisição.

Como fazer trade de Bitcoin? 2 passos!

Para fazer trade de Bitcoin você precisará seguir, basicamente, dois passos, que são:

  1. se cadastrar em uma exchange;
  2. acompanhar as oscilações do mercado de criptomoedas.

1. Se cadastrar em uma exchange

Para se cadastrar em uma corretora de criptos é preciso, antes, escolher uma que transmita segurança. 

Entre os principais critérios que você precisa considerar e analisar na hora de escolher uma exchange são:

  • tempo de atuação da empresa no mercado de criptoativos: quanto maior for, mais demonstra se tratar de uma plataforma fortalecida e, com isso, confiável;
  • locais onde a exchange já atua: as internacionais indicam que são seguidos os critérios de regulamentação já existente em outros países, o que eleva a sua credibilidade;
  • camadas de segurança aplicadas à plataforma: verifique se há o mínimo necessário para operações financeiras via internet, a exemplo do atendimento da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, LGPD e do uso do certificado digital SSL (https:// no início do endereço do site).

2. Acompanhar as oscilações do mercado de criptomoedas

Mas, como dissemos, não basta entrar em uma plataforma de criptomoedas e “sair clicando” em todos os botões. 

Para fazer trade de Bitcoin é fundamental estudar esse mercado, especialmente considerando a volatilidade dessas moedas digitais. Por esse motivo, o segundo passo consiste em acompanhar as mudanças de valorização das criptos.

Critérios como oferta e demanda e acontecimentos externos podem fazer o preço das principais criptomoedas subir e descer várias vezes em um mesmo dia. 

Para facilitar a sua jornada “nesse sobe e desce”, a maioria das exchanges contam com um gráfico no qual consta todas as variações pelas quais a moeda digital passa em um determinado período.

Fazer a análise dessa ferramenta é um bom caminho para saber quando realizar a sua trade de Bitcoin, ou mesmo de outras criptomoedas.

Como ser trader de Bitcoin? 3 dicas para começar! 

E sabia que é possível virar trader profissional? Isso mesmo! Você pode transformar a compra e venda de Bitcoins na sua principal atividade de trabalho. 

Se interessa por esse muito e quer “mergulhar de cabeça” nele? Então confira estas dicas de como se tornar trader de Bitcoin:

  • pesquise exchanges e, considerando os critérios que mencionamos, escolha a que considerar mais segura para as suas operações;
  • estude análise gráfica, que é o acompanhamento de tendências que ajudam a prever a movimentação dos ativos digitais;
  • defina a sua estratégia, escolhendo se as suas negociações serão de curto, médio ou longo prazo — day trade, swing trader, position trader etc.

Somado a esses pontos, quem é trader também precisa:

  • pensar de forma estratégica;
  • saber gerenciar riscos;
  • ter inteligência emocional;
  • aprimorar os seus conhecimentos constantemente.

Quanto a esse último tópico, a nossa dica é para que você leia o artigo “Como e onde estudar sobre criptomoedas? 5 formas de saber mais sobre ativos digitais!

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.