como criar uma NFT

Como criar uma NFT? Os 5 passos para você entrar nesse mercado!

Que tal descobrir como criar uma NFT? Isso mesmo! Não precisa, necessariamente, ser um artista plástico famoso e talentoso para idealizar, elaborar e vender esse tipo de token.

Olhe este exemplo: de acordo com uma matéria publicada no site O Globo, um jovem indonésio ganhou US$ 1 milhão vendendo as próprias selfies em formato NFT. Ele converteu quase mil autorretratos, que foram tirados ao longo de cinco anos, para esse formato, e os colocou à venda por US$ 3 cada.

O que ele não contava era com o sucesso da sua ideia e o número considerável de compradores, o que resultou na quantia milionária que acabamos de citar. 

Aqui, vale relembrarmos o que é uma NFT e o que ela pode ser. NFT é a sigla para “non-fungible token”, que em português significa “token não fungível”. 

Relacionado ao conceito de criptoarte, uma NFT pode ser uma obra de arte, uma imagem, uma foto, um item colecionável, ou qualquer bem único e original com valor monetário.

A proposta dos tokens não fungíveis é entregar aos seus detentores algo exclusivo que, devido à sua singularidade, tem características de individualidade e escassez. E, justamente por terem esse padrão, seus valores de negociação tendem a ser tão elevados.

Para se ter uma ideia, há uma lista elaborada e divulgada pela Forbes que aponta os 10 NFTs mais caros da história. Uma das peças de maior preço, a “Everydays: the First 5000 Days”, foi vendida por US$ 69 milhões, o que representava 33 mil Ether (ETH) na época (março de 2021).

Já pensou aí, da sua casa, você criar uma token não fungível que chegue a valores como esse? Pois saiba que tem chances para isso acontecer — veja pelo exemplo do jovem que citamos.

Mas, para isso, você precisa primeiro aprender a como criar uma NFT. E é justamente esse o tema deste artigo. Por isso, continue a leitura e confira. 

Como criar uma NFT? 5 passos para elaborar e vender

Certamente, os números que apresentamos aguçou mais ainda a vontade de saber como criar uma NFT, não é mesmo?

Para criar um token não fungível e colocá-lo à venda, é preciso:

  1. Definir qual será a sua temática
  2. Escolher uma plataforma para disponibilização
  3. Criar a sua arte
  4. Inserir na plataforma escolhida
  5. Iniciar a divulgação

1. Definir qual será a sua temática

Pretende vender fotos convertidas em tokens não fungíveis, desenhos, textos, ou outro item criado por você? Essa definição é o primeiro passo que precisará dar no processo de como criar uma NFT.

Aqui, pode ser abordada as mais variadas temáticas, desde que tudo o que for criado e disponibilizado seja realmente da sua autoria.

2. Escolher uma plataforma para disponibilização

A etapa seguinte consiste em escolher a plataforma na qual irá disponibilizar a sua NFT para venda. Entre as opções que costumam ser mais utilizadas, especialmente por iniciantes, estão:

  • OpenSea;
  • Rarible;
  • Holaplex;
  • Objkt.

Todas funcionam com base em uma rede blockchain, por isso, é preciso se atentar sobre qual a blockchain usada pela solução e qual carteira digital é compatível com ela.

Por exemplo, a OpenSea, uma das mais populares, roda na Ethereum e na Polygon. Para utilizá-la, é preciso vincular a sua carteira à plataforma e ter saldo suficiente de Ether (ETH) para pagar as taxas dos mineradores.

Já a Holaplex usa a blockchain Solana. Isso quer dizer que, para utilizar a plataforma, a sua carteira precisa ter o token nativo da rede, denominado SOL.

3. Criar a sua arte

Feito isso, você já pode seguir para a criação em si, caso ainda não tenha a sua ideia pronta. 

Quanto a essa etapa, sinta-se livre para usar as ferramentas que têm disponível, ou mesmo utilizar algumas soluções online (inclusive, há muitas gratuitas) — por exemplo, se for uma arte digital, um meme, ou algo assim, pode usar programas como Photoshop e Canva.

Lembre-se apenas de se atentar ao tipo de arquivo que é aceito pela plataforma escolhida, bem como ao tamanho.

Usando mais uma vez a OpenSea como exemplo, essa solução permite subir imagens, áudios, vídeos, e modelos 3D de até 100 MB, nos seguintes formatos:

  • JPG;
  • PNG;
  • GIF;
  • SVG;
  • MP4;
  • WEBM;
  • MP3;
  • WAV;
  • OGG;
  • GLB;
  • GLTF.

4. Inserir na plataforma escolhida

Ideia concretizada, plataforma escolhida, tamanho do arquivo certo, o passo seguinte de como criar uma NFT é subir o seu arquivo para a web.

Cada site usado para isso tende a ter a sua própria sequência a ser seguida, mas, basicamente, consiste em escolher o arquivo e clicar em algo como “criar coleção”.

Ah! Não se esqueça que precisará pagar a taxa dos mineradores, por isso, sua carteira digital deve estar conectada à plataforma.

Além disso, costuma ser nessa etapa que você define o valor da sua NFT, e também verifica quais são as tarifas cobradas pela intermediação de venda pela ferramenta.

5. Iniciar a divulgação

E como os demais tipos de comércio, uma boa divulgação pode contribuir para chamar a atenção de potenciais compradores.

Por isso, é sugerido que você use e abuse das redes sociais, divulgando a criação da sua NFT e como a pessoa pode fazer para comprar o seu token não fungível.

Vale a pena criar e vender NFT? Como está esse mercado?

Vários fatores tendem a estar envolvidos, mas, em linhas gerais, criar uma NFT pode custar entre US$ 80 a US$ 250 — na cotação de hoje setembro de 2022), esse investimento gira em torno de R$ 412 a R$ 1.287.

É um custo um pouco elevado? A depender da realidade de quem está criando a NFT, pode até ser. Tem retorno financeiro garantido? Isso é impossível prever, ou seja, pode ser que sim, pode ser que não. 

Tudo depende do interesse das pessoas no que está sendo oferecido.

Porém, vale destacar que esse é um mercado que está bastante aquecido no momento. Famosos como o brasileiro Neymar, além de Snoop Dogg, Justin Bieber, e outros, já se mostraram bons compradores de NFTs.

Segundo publicação do site Splash, do UOL, Neymar já comprou uma obra por US$ 1,1 milhão, e Bieber adquiriu a sua por US$ 1,29 milhão. Mas Snoop Dogg está na liderança, com uma coleção de NFTs avaliada em cerca de US$ 19,3 milhões!

A ideia da exclusividade e do potencial aumento de valorização dos tokens não fungíveis estão entre os motivos que tornam essas compras interessantes

E há também famosos e pessoas conhecidas que estão vendendo suas próprias NFTs, como foi o caso da atriz brasileira Vera Fischer, que vendeu uma foto exclusiva de 1976, de uma das suas preparações para atuar na novela chamada “Espelho Mágico”.

Já Julian Lennon, filho de John Lennon, leiloou alguns objetos do seu pai e vocalista dos Beatles, a exemplo da capa que o cantor utilizou no clipe da música “Help”.

Onde e como comprar criptos para começar no mundo das NFTs?

E lembra que falamos que você precisa ter uma carteira digital com criptos para usar as plataformas de venda de NFTs? Uma maneira de conseguir isso é pela Bitso, exchange internacional de criptomoedas.


Acesse agora mesmo o site da Bitso e confira como é fácil e prático comprar ETH e diversas outras criptomoedas e tokens!

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.