pessoa segurando Bitcoin para falar sobre como vender BTC

Como vender Bitcoin? 4 maneiras diferentes + 4 dicas para melhorar as suas negociações

Você sabe como vender Bitcoin? Como entusiasta desse mercado, é essencial que tenha essa resposta, afinal, você pode querer reverter a compra de criptomoeda para seguir com sua estratégia de ativos, certo?

De maneira resumida, existem quatro maneiras de vender esse criptoativo, que são por meio de negociações diretas, transações online P2P (de pessoa para pessoa), via caixa eletrônico ou por exchanges (corretoras de ativos digitais).

Aqui, vale destacar que essas opções de venda são válidas tanto para o Bitcoin quanto para outras criptomoedas, tais como a Ether, LTC, MANA, entre outras.

Seria o processo de negociação de ativos digitais um caminho simples e despreocupado, quase uma “estrada de tijolos amarelos” a ser seguida? É isso que você vai descobrir ao continuar a leitura deste artigo!

Como funciona a venda de Bitcoin?

A venda de Bitcoin funciona, basicamente, seguindo o mesmo princípio que a sua compra, ou seja, tudo acontece em ambiente digital.

Mas antes de falarmos como é esse processo, é bem importante destacarmos alguns pontos sobre essa criptomoeda tão famosa que influencia diretamente no entendimento de como vender Bitcoin.

Criado em 2009, pelo ou pela até então desconhecido Satoshi Nakamoto, o Bitcoin é um ativo 100% digital e descentralizado. Isso quer dizer que ele existe apenas no mundo virtual, e que não é controlado por uma empresa, órgão, governo, entidade ou pessoa apenas.

O fato de ser transacionado em um ambiente denominado blockchain é que torna essa cripto segura — pausa para abrir o nosso dicionário cripto: blockchain é uma espécie de livro-caixa público no qual estão registradas todas as transações de cada ativo digital.

Mesmo que tudo seja salvo nesse registro público, as pessoas que participam desse universo estão protegidas, pois seus nomes e demais informações financeiras estão preservados e “camuflados” por conjuntos de números e letras que fazem referência a elas.

Lembrando que quando falamos que o Bitcoin é seguro, estamos nos referindo ao criptoativo em si e aos processos que o compõem. 

Assim como tudo o que é relacionado a questões financeiras, é preciso tomar alguns cuidados para evitar ser vítima de golpes, como ter um local de custódia (guarda) confiável para deixar as suas criptomoedas e saber quais soluções usar na hora de comprar e vender esse ativo.

Como vender Bitcoin no Brasil?

Com isso em mente, chegou o momento tão esperado deste artigo, que é saber como vender Bitcoin.

Como dissemos existem, basicamente, quatro caminhos para isso, que são:

  • negociações diretas;
  • transações  on-line P2P;
  • via caixa eletrônico,
  • utilizando exchanges (corretoras de criptoativos).

Negociações diretas

Em uma negociação direta de Bitcoin, você precisa procurar um site que sirva como plataforma que conectará você a quem quer comprar os seus criptoativos.

Ou seja, trata-se de um comércio direto entre quem está interessado em vender e quem está interessado em comprar, sendo o papel desses sites servir apenas como ponte para esses dois pontos.

De modo geral, o passo a passo de como vender Bitcoin dessa forma é o seguinte:

  • encontre um site que ofereça esse serviço;
  • faça o seu cadastro;
  • siga as orientações para validar o seu perfil, o que tende a incluir envio de documentos comprobatórios;
  • publique a sua oferta de venda do ativo digital;
  • aguarde contato de potenciais compradores;
  • proceda com a negociação.

Sobre essa forma de venda, vale destacar que você também pode negociar diretamente com amigos, parentes e pessoas conhecidas, transferindo os ativos de uma carteira digital para a outra após a conclusão do pagamento.

Transações online P2P

Similar à maneira anterior de como vender Bitcoin, as transações online P2P se diferem, principalmente, pelo fato que ela torna possível a aquisição de bens em comércios eletrônicos que não aceitam criptomoedas como meio de pagamento.

Pareceu um processo confuso? Só um instante que vamos explicar! Para isso, imagine a seguinte história: 

Maria deseja comprar um notebook novo, mas a loja que escolheu para essa compra não aceita criptoativos como forma de pagamento, e ela não tem outra maneira de pagar pelo item. A solução, portanto, seria Maria vender os seus ativos digitais e transformá-los em reais.

Carlos, por sua vez, quer comprar Bitcoin, mas só consegue pagar usando o seu cartão de crédito, e os locais que encontrou não aceitaram o pagamento dessa maneira.

Nas negociações online P2P de ativos digitais, as plataformas que oferecem esse serviço conectam Maria e Carlos, que são pessoas com necessidades diferentes, porém, complementares. 

Assim, o site recebe o pedido de compra de Maria e o pagamento via cartão de crédito do Carlos. Uma vez que todo o processo é aprovado e concluído, ela recebe o produto comprado, e ele, a quantia adquirida em Bitcoin. 

Via caixa eletrônico

Com tantas soluções financeiras digitais, quando foi a última vez que você teve que ir até um caixa eletrônico? Possivelmente, tem muito tempo, não é?

Aliás, falar sobre como vender Bitcoin usando esse equipamento soa um tanto contraditório — “Será que o caixa imprime o criptoativo? Mas ele não é 100% digital?” O meme da Nazaré Tedesco se encaixa perfeitamente aqui, convenhamos!

Vamos por partes! A verdade é que existem caixas eletrônicos próprios para a compra e venda de Bitcoins e de outras criptos. Com isso, o mesmo processo que seria feito por um site ou aplicativo é todo realizado nessa máquina.

A questão é que as taxas para essas transações tendem a ser altas. Além disso, pode ser complicado encontrar esses caixas eletrônicos. 

Caso tenha curiosidade em vender criptomoedas dessa forma, o site Coin ATM Radar ajuda na busca por um equipamento desse perto de você.

Utilizando exchanges (corretoras de criptoativos)

Deixamos esta opção de como vender Bitcoin por último porque, apesar de haver outras possibilidades, esta costuma ser a mais indicada, segura e precisa.

As exchanges, também chamadas de corretoras de criptomoedas, são empresas que facilitam a compra e a venda de criptoativos.

São sites, aplicativos e/ou plataformas que funcionam como intermediários desse tipo de negociação financeira. Alguns também trabalham com a custódia dos ativos, ou seja, disponibilizam aos clientes carteiras digitais (as wallets) para guarda das criptos adquiridas.

Para usar uma exchange, você deve começar fazendo uma boa pesquisa, a fim de identificar se a empresa é segura. 

Nessa etapa, você pode analisar e considerar pontos como:

  • quais camadas de segurança digital são utilizadas;
  • qual o tempo de atuação da empresa nesse mercado;
  • se atua em outros países;
  • regulações observadas. 

Feito isso, você precisará fazer o seu cadastro. Por ser um procedimento extremamente seguro, será necessário comprovar a sua identidade, bem como informar uma conta bancária para você poder fazer tanto depósitos quanto saques

Essas são etapas simples e, após concluídas, o fluxo segue da mesma forma:

  • você informa a sua intenção de venda, indicando o ativo digital que será negociado;
  • de forma automática, a exchange realiza a transação com uma pessoa interessada, que também foi cadastrada de forma segura na plataforma;
  • uma vez concluída a negociação, o dinheiro pago pela criptomoeda é disponibilizado para você, podendo deixá-lo na carteira digital ou transferir para uma conta bancária da sua preferência.

Como melhorar as suas negociações de Bitcoin?

Ficou claro como funciona a venda de Bitcoin? Então, conforme prometido, aqui estão algumas dicas de como negociar esse criptoativo da melhor forma possível:

  • busque sempre novas informações sobre esse mercado — o blog da Bitso tem orientações incríveis constantemente!
  • atente-se às camadas de segurança oferecidas pelos site, plataformas e exchanges que fazem a intermediação do processo de venda;
  • lembre-se que o Bitcoin, assim como toda criptomoeda, é volátil. Por isso, ninguém pode garantir a você lucros na negociação desses ativos.

A Bitso, exchange internacional, pode ajudar você nessa jornada. São mais de 3 milhões de clientes que utilizam o nosso site e aplicativo para comprar e vender ativos digitais de maneira fácil, rápida e segura, incluindo o Bitcoin.

Quer saber em detalhes como funciona? Então, acesse agora mesmo o site da Bitso!

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.