Quais são as criptomoedas mais voláteis da história?

criptomoedas-mais-volateis-historia

Provavelmente, você já ouviu o termo “volatilidade” para descrever o universo de criptoativos, mas sabe quais são as criptomoedas mais voláteis da história, certo?

Conhecer um pouco desse mercado é importante para movimentar seus ativos digitais por meio de uma estratégia inteligente que considere a interferência desse fator.

E mesmo existindo bastante moedas voláteis, segundo dados da CoinGecko para a revista Fortune, o valor do mercado de criptomoedas manteve-se acima de US$ 2 trilhões pelo segundo ano seguido. Esse registro aconteceu pela primeira vez em 2021.

Com esse registro, é possível afirmar que, hoje, o mercado cripto faz frente e concorre diretamente com o mercado financeiro tradicional, chamando a atenção das pessoas para essa categoria de ativos.

O grande desafio para se movimentar nesse mercado é a volatilidade das moedas. O Bitcoin, é um exemplo de criptomoeda altamente volátil, com seu preço variando todos os dias.

Quer entender melhor este fator? Continue lendo e entenda o que significa a volatilidade, quais são as criptomoedas mais voláteis da história e como aproveitar esse contexto a seu favor.

O que é volatilidade?

A volatilidade é uma característica atribuída a um ativo e que representa o quanto seu preço oscila ou varia ao longo do tempo

Ativos muito voláteis como as criptomoedas registram movimentações de preço significativas, indo de mínimos e máximos em períodos de tempo bastante curtos.

Por isso, os traders precisam entender a influência da volatilidade nas transações do mercado de criptomoedas para avaliar os riscos e as vantagens da compra e venda com clareza.

Além das criptomoedas, outros ativos voláteis são forex, ações e derivativos. Para ter um contraponto claro, poupança, títulos e outros são considerados de baixa volatilidade.

Vantagens e desvantagens da volatilidade

Uma das vantagens da volatilidade no mercado, em especial o de criptomoedas, é que as transações se mantêm ativas, oferecendo boas oportunidades comerciais. 

Essa movimentação bastante dinâmica também instiga a curiosidade de pessoas que querem conhecer o universo cripto e de blockchain, o que contribui para fortalecer o mercado.

Por outro lado, a volatilidade tende a afastar as pessoas justamente pelo caráter de incerteza, que traz mais riscos. Muitas preferem lidar com informações mais concretas e não ter surpresas.

Porém, pelo tamanho atual do mercado de criptomoedas, é possível perceber que cada vez mais pessoas têm se engajado na dinâmica desse mercado. 

TOP 5 criptomoedas mais voláteis da história

Mesmo que a volatilidade seja uma característica comum a todas as criptomoedas, existem algumas que se destacam.

As criptomoedas mais voláteis da história e do momento, principalmente pela sua popularidade são:

1. Bitcoin

O Bitcoin (BTC) foi a primeira criptomoeda promissora a existir quando tudo era mato e, hoje, mantém seu posto de liderança no mercado e também o de uma das criptomoedas mais voláteis da história.

Analisando o gráfico de volatilidade da CoinGecko, em abril de 2013, o Bitcoin (BTC) chegou a ser vendido a US$ 117. Em dezembro de 2017, alcançou o pico de US$ 19.665 — um aumento significativo para apenas 4 anos. 

Em 2020, o BTC teve uma baixa significativa, chegando a registrar US$ 5.032 em março, início da pandemia. Como estamos falando da criptomoeda mais volátil da história, depois dessa baixa, o Bitcoin só cresceu, atingindo um pico de US$ 63.576, em abril de 2021.

Em dezembro de 2022 (data da publicação deste artigo), o BTC era negociado a US$ 17.047,62. A volatilidade do Bitcoin em períodos tão curtos afeta quando manter ou vender a criptomoeda. Então, é preciso estar ligado no mercado para aproveitar as melhores oportunidades.

2. Ether

A Ether (ETH) é a segunda no ranking das criptomoedas mais voláteis da história. Criada em 2013, está atrás apenas do Bitcoin em valor de mercado. A jornada da própria plataforma onde ela é negociada, influenciou suas variações ao longo dos anos.

De agosto de 2016, quando valia apenas US$ 2,38, subiu para US$ 1.448 em janeiro de 2018. Seu maior pico foi em novembro de 2021, quando alcançou US$ 4.815, de acordo com o gráfico de volatilidade da ETH na CoinGecko.

Acredita-se que o mercado Ethereum tem um grande potencial e, como seu cofundador afirma, é uma das altcoins que sobreviverão no mercado.

3. Solana

A Solana (SOL) é uma criptomoeda recente e foi criada para auxiliar as transações de financiamento descentralizado de energia (DeFi) em aplicativos descentralizados (DApps) e contratos inteligentes. 

Em 2020, quando foi criada, a SOL valia US$ 0,95. Porém, desde abril de 2021, a moeda mostra-se bastante volátil, alcançando picos de US$ 56,20 (maio), US$ 189 (setembro) e US$ 259 (novembro).

A criptomoeda funciona baseada em mecanismos que ajudam a processar transações de forma rápida e segura.Com esses números, ela tem potencial para ser uma das criptomoedas mais voláteis da história.

4. Ripple

Outro criptoativo que tem potencial para ser uma das criptomoedas mais voláteis da história é a Ripple, que foi criada como uma opção de pagamento mais barata e ágil em transações internacionais.

O gráfico de volatilidade é a prova da alta frequência com que o preço varia, por isso, o mercado a coloca em projeções positivas de crescimento.

Em novembro de 2020, mesmo com uma investigação da Ripple Labs Inc. pelo Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos, a criptomoeda aumentou 170%. O mercado ainda mantém uma avaliação positiva em relação à sua evolução. 

5. Polkadot

A Polkadot foi criada com o objetivo de integrar blockchains, criando uma rede de criptomoedas diferentes. Desde seu lançamento em maio de 2020, o crescimento impressionou o mercado.

Em apenas quatro meses, o preço da criptomoeda criada por um dos cofundadores da Ethereum, aumentou 925%, indicando a sua alta volatilidade. 

Alguns analistas do mercado cripto apostam que pela abordagem da Polkadot, ela está tentando destronar a posição do Ethereum.

Tem interesse no mercado de criptomoedas?

Entre criptomoedas mais voláteis da história e do momento, deu para perceber o quanto o mercado cripto é dinâmico, mutável e ágil quando se trata de tomadas de decisão. Se identifica com esse tipo de ambiente financeiro e quer conhecer novas soluções?

O caminho mais indicado é por meio de uma exchange, que é uma plataforma — também chamada de corretora — que possibilita a compra, venda e armazenamento de criptoativos.

A Bitso é uma plataforma de criptomoedas internacional que permite fazer transações em poucos minutos e com 100% de segurança.

A partir de R$ 25, você pode começar a explorar o mundo dos ativos digitais hoje mesmo. Como fazer isso? Acesse agora mesmo o site da Bitso ou baixe o app, disponível para Android e iOS, crie a sua conta e junte-se aos mais de 3 milhões de clientes da nossa plataforma.

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.