desafios da transformação digital

Desafios da transformação digital: quais ainda precisam ser superados?

Por mais que variados mercados estejam avançando nesse setor, ainda há muitos desafios da transformação digital que precisam ser superados para que todos se beneficiem desse processo

Apenas para você ter uma ideia dos obstáculos a serem ultrapassados, um levantamento realizado pela empresa Samba Digital, unidade de negócios da Sambatech, apontou que a  falta de profissionais qualificados é o principal problema dos gestores que estão transformando digitalmente suas empresas, situação que foi citada por 23,8% dos entrevistados.

Vale destacar também a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua de 2019, do IBGE, a qual foi divulgada em abril de 2021, a qual revelou que 40 milhões de brasileiros não têm acesso à internet. Um dos motivos é que esse é um serviço considerado caro por 26,2% das pessoas do nosso país.

Já pensou ter que ir até o seu banco sacar dinheiro, ou depositar na conta de um familiar? Ter que ir, pessoalmente, de loja em loja pesquisar o preço de um produto que você quer muito? Parece um retrocesso e tanto, concorda?

Mas o fato é que, por mais que os negócios e as pessoas estejam se transformando digitalmente ano após ano, um longo caminho ainda precisa ser percorrido, tanto para as empresas se ajustarem às mudanças quanto para que todos tenham acesso a essas facilidades. 

É bem verdade que os impactos da pandemia aceleraram consideravelmente a agenda de transformação digital das empresas, mas ainda há questões em aberto.

Considerando esse ponto de vista, quais seriam os maiores desafios da transformação digital no Brasil e no mundo? Confira essa resposta agora!

O que é transformação digital?

Para falarmos sobre os desafios da transformação digital é importante, primeiro, explicar o que abrange esse conceito, certo? Vem com a gente que vamos explicar!

Transformação digital é processo no qual a tecnologia é usada como base para aprimorar estratégias, soluções, produtos e serviços de uma empresa, seja ela pública ou privada

De modo geral, essa aplicação tende a estar relacionada com o uso mais amplo da internet, e também de recursos como IoT (Internet das Coisas), IA (Inteligência Artificial), Big Data, Realidade Virtual e outras tecnologias similares.

Para a implementação da transformação digital, um negócio não deve apenas adotar novas soluções e recursos tecnológicos. É essencial, também, mudar a sua estrutura interna e, por vezes, a sua cultura.

Um dos objetivos é conseguir entregar para as pessoas serviços e produtos mais modernos, práticos e eficientes, condizentes com suas atuais necessidades, expectativas e comportamentos.

Entre as diversas vantagens da transformação digital, as que mais se destacam estão:

  • melhorar o relacionamento com o cliente;
  • aumentar a eficiência da empresa;
  • elevar a produtividade da companhia;
  • aprimorar a qualidade de produtos e/ou serviços;
  • aumentar o volume de vendas;
  • otimizar as tomadas de decisão;
  • fomentar o engajamento dos profissionais;
  • aumentar o potencial competitivo da marca.

Exemplos de transformação digital

Só com os benefícios que acabamos de citar já fica evidente os motivos pelos quais vale a pena enfrentar os desafios da transformação digital, não é mesmo? Lembrando que esse processo tende a gerar vantagens tanto para as empresas quanto para os clientes.

Para melhorar a explicação sobre esse conceito, olha só alguns exemplos de transformação digital na prática:

  • atendimento no delivery via chatbot (automático) ou aplicativos de mensagem, como o WhatsApp;
  • aplicativos próprios das marcas;
  • varejo omnichannel (por exemplo, conseguir comprar no site e retirar na loja física);
  • abertura de contas bancárias diretamente pelo celular;
  • contratação de diferentes produtos e serviços financeiros via app bancário;
  • transações financeiras online com suporte instantâneo.

Quais são os maiores desafios da transformação digital?

Segundo a pesquisa da Samba Digital que mencionamos logo no início deste artigo, além da dificuldade de as companhias conseguirem mão de obra qualificada para esse processo, os outros desafios da transformação digital no Brasil que ainda precisam ser superados são:

  • falta de investimento (17%);
  • herança de tecnologia tradicional (14,3%); 
  • receio das consequências de projetos fracassados e/ou medo de riscos que envolvem segurança (2,9%)

Além disso, os C-levels entrevistados também citaram:

  • não saber por onde começar a transformação digital (20%);
  • dificuldade em medir o retorno sobre o investimento – ROI (14%);
  • falta de apoio das lideranças (4,8%);

Do ponto de vista do grande público, é bem importante destacarmos mais uma vez que, por mais que as empresas enfrentem os principais desafios da transformação digital, não são todas as pessoas que têm acesso à internet para usufruir dos benefícios da melhoria de sistemas, processos e soluções.

Um levantamento divulgado no portal do Jornal Nacional no G1 revelou que quatro a cada dez pessoas com renda de até R$ 1,5 mil por mês não conseguem acessar políticas públicas por falta de redes 3G e 4G em seus aparelhos celulares.

Os dados, que são do Instituto Locomotiva, a pedido do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, Idec, também apontaram que a falta de internet dificulta o acesso a benefícios e auxílios sociais.

Dados como esses levam a outras análises, a exemplo de qual seria o impacto no processo de digitalização do dinheiro e à adesão mais ampla de soluções digitais que otimizam o dia a dia, tais como serviços de transporte, de delivery, entre outros.

O que esperar da transformação digital no sistema financeiro?

Uma das tendências da transformação digital no sistema financeiro é a descentralização

Cada vez mais as soluções desse setor apontam para os clientes bancários como reais donos dos seus dados e históricos bancários, e definidores do caminho que preferem trilhar com as suas finanças.

Um bom exemplo disso é o Open Banking, ecossistema que permite às pessoas compartilharem suas informações com os bancos e instituições financeiras que quiserem, a fim de “montar” um portfólio de produtos e serviços realmente compatíveis com a sua necessidade e perfil.

Outro segmento que remete diretamente à descentralização é o de criptomoedas. Graças à tecnologia e às redes blockchain, foi possível criar, entregar e transacionar moedas digitais sem a necessidade de órgãos reguladores ou bancos centrais.

Ainda sabe pouco sobre esse universo tão rico? Então leia outros artigos da Bitso que falam o que são as criptomoedas, quais as mais promissoras, como comprar e vender, ou converter criptos e reais e muito, muito mais!

Bitso Brasil
O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.