o que é lightning network

O que é Lightning Network? O que muda no uso das criptomoedas e das redes blockchain?

Já ouviu falar, ou sabe o que é Lightning Network? Se você tem a intenção de usar suas criptomoedas como forma de pagamento no seu dia a dia, precisa conhecer essa solução!

Lightning Network é um sistema que visa tornar escaláveis e instantâneas transações realizadas com criptos (inicialmente com o bitcoin), bem como outras operações feitas por meio das redes blockchain.

A ideia é, por exemplo, possibilitar que pagamentos feitos com a BTC sejam tão rápidos quanto os efetuados com cartões de crédito e de débito. O que também tende a tornar essas operações mais baratas.

Mas por que isso é interessante? Bem, apesar de extremamente segura e versátil, as redes de blockchain são lentas e os seus processos caros.

A etapa de validação, uma das suas principais características, costuma demorar horas para ser concluída, visto que precisa passar por diversos mineradores antes de ser efetivamente finalizada — obviamente, essas pessoas querem receber por seus serviços, o que onera o método.

Já na Rede Lightning basta o envolvimento de duas pessoas que são as participantes na transação. Essa, por sua vez, é confirmada e validada por contratos inteligentes de blockchain.

Bem interessante, não? Mas tem muito mais por trás dessa simples explicação que acabamos de dar. 

Por isso, para conhecer todos os detalhes, continue a leitura deste artigo e confira o que é Lightning Network, como esse sistema funciona, e quais problemas essa rede pode resolver.

O que é Lightning Network?

Afinal, o que é Lightning Network? A Lightning Network, ou Rede Lightning, é uma solução criada com o objetivo de resolver algumas limitações técnicas da rede blockchain do bitcoin, mais especificamente a sua escalabilidade e a velocidade de transações.

No entanto, ainda que tenha como foco a tecnologia usada para a criação da criptomoeda de Satoshi Nakamoto, ela pode ser implementada em outras blockchains.

A proposta principal desse sistema é tornar mais rápidas as operações realizadas em blockchain, e as transações que usam BTC ou altcoins como meios de pagamento, além de tornar todas essas operações mais baratas.

Como funciona uma rede Lightning?

Mas não basta saber o que é Lightning Network e qual o seu objetivo, certo? É bem importante também deixar claro como essa solução funciona.

A Lightning Network é descentralizada, ou seja, não depende de órgãos oficiais para determinar suas operações. Porém, para existir e funcionar, ela depende da tecnologia subjacente do blockchain. 

Na prática, a Rede Network usa os contratos inteligentes (smart contract) para viabilizar as transações e pagamentos instantâneos entre os participantes. Desse modo, com segurança e rapidez, é possível realizar diferentes operações em blockchain com alto volume e velocidade.

Essa explicação está muito técnica? Então vamos falar de uma forma que fique mais fácil entender o que é Lightning Network e como esse sistema funciona.

Entendendo o que é Lightning Network e como funciona, na prática!

Tudo começa com a criação dos chamados “canais de pagamento”, que registram o início de uma operação em uma rede blockchain.

Para isso, as duas partes precisam depositar valores iguais — por exemplo, o equivalente a US$ 200 em BTC. Essa etapa pode ser vista como uma forma de garantia das transações, visto que um não poderá movimentar essa quantia ou realizar qualquer operação sem anuência do outro.

Feito isso, cada participante tem acesso a uma chave privada. Aqui, destacamos que as transações só são transmitidas à rede blockchain se ambos fornecerem essas chaves, que são suas assinaturas.

Os canais de pagamento podem ser abertos por apenas algumas horas, ou se manterem dessa forma por períodos indeterminados. 

O registro final de todas as movimentações só acontecem quando ele é efetivamente fechado, momento no qual os valores depositados inicialmente são resgatados e tudo é lançado na rede blockchain para sempre. 

Por isso, é possível dizer que as operações acontecem off chain, o que alia o volume transacionado na blockchain, mas sem perder a segurança oferecida por ela.

E o que torna as operações mais rápidas é que, ao invés de passar pelos mineradores para serem validadas, isso acontece entre os participantes, que autenticam os processos com suas próprias chaves.

Quais problemas a Lightning Network pode resolver?

Os principais objetivos da Lightning Network é resolver o problema de escalabilidade e a velocidade da rede blockchain do Bitcoin. Mas, assim como já explicamos, esse sistema pode ser usado em outras redes também, a fim de solucionar as mesmas questões.

Somado a isso, ela viabiliza a realização de pagamentos de forma instantânea com essa criptomoeda, assim como acontece com outros meios de pagamento que já utilizamos hoje em dia.

Ah! E não podemos deixar de citar também que a tendência é que os custos das operações se tornem mais baratos.

Mas, para que tudo isso fique bem explicado, vamos por partes!

Escalabilidade e velocidade

É possível definir escalabilidade com a capacidade que um sistema tem de realizar o maior número de operações, no menor tempo possível. 

Com a Lightning Network a meta é que a rede blockchain do Bitcoin realize milhares e milhares delas por segundo.

Nativamente, essa rede realiza apenas sete transações por segundo. Esse número, consequentemente, reflete na velocidade dos processos.

Pagamentos instantâneos

A viabilização de pagamentos mais rápidos com BTC ou outra altcoin, por meio da Lightning Network, tende a fomentar o uso das criptomoedas como meios de pagamento, o que pode mudar o mercado financeiro e levar à geração de novas oportunidades de negócios.

Custos reduzidos

A redução de custos operacionais pode acontecer pelo seguinte motivo: os mineradores recebem comissões para validar os blocos da blockchain, que é onde as informações das transações estão registradas.

Em linhas gerais, não há um valor fixo para essa tarefa. Assim, quanto mais alta for essa comissão, mais interessante ela é, por isso, mais rápido o bloco pode ser validado.

Além de afetar na velocidade com a qual as operações serão concluídas, isso impacta também no valor das transações, visto que necessita que sejam pagas taxas maiores em troca de processos mais rápidos.

Por sua vez, com os canais de pagamento que citamos, essa etapa não é mais necessária, já que tudo pode ser feito fora da cadeia blockchain e registrado apenas no fechamento do canal criado.

A Lightning Network veio para ficar

Junto com a verdadeira revolução trazida pelas criptomoedas e pelo registro e monitoramento descentralizado das transações, vieram alguns problemas conforme essas soluções eram usadas por cada vez mais pessoas. 


Para quem está comprando algo usando Bitcoin, não é viável pagar uma taxa de rede altíssima e demorar horas para confirmar, não é mesmo? É justamente aí, portanto, que entra a Lightning Network, uma forma de resolver essa questão e gerar escalabilidade e agilidade nesses processos.

Concorda que tudo isso é muito interessante? Se quiser ficar por dentro de outros temas tão relevantes quanto este, navegue pelo blog da Bitso e confira vários conteúdos incríveis!

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.