como-poupar-dinheiro-futuro-filhos

Como poupar dinheiro para o futuro dos filhos? 5 passos que podem valer ouro!

Qual pai ou mãe nunca pensou em meios de como poupar dinheiro para o futuro dos filhos que troque a próxima fralda, não é mesmo?

Além de encontrar maneiras de lidar com os gastos necessários para manter a saúde e conforto das crianças até elas crescerem e terem idade suficiente para “se virarem sozinhas”, planejar, desde cedo, como será a vida deles, é certamente a preocupação da maioria dos pais e/ou tutores. 

Vale lembrar que colocar uma criança no mundo requer boas doses de amor, carinho e paciência, além da parte prática, que é um planejamento eficiente em prol da segurança financeira de toda a família.

Abrir uma poupança para aplicar mensalmente uma quantia tende a ser uma das primeiras possibilidades pensadas pelos mais pais para guardar uma “graninha para as suas crias”. Mas seria esse o investimento mais promissor para quem está em busca de como poupar dinheiro para o futuro dos filhos e dar aquele empurrãozinho para o início da vida adulta?

Se essa também é a sua dúvida, continue a leitura deste artigo e confira cinco passos de como economizar e, assim, tentar deixá-los um pouco mais seguros financeiramente quando crescerem.

Como poupar dinheiro para o futuro dos filhos? 5 passos!

Existem diversas abordagens que podem ser usadas por quem procura meios de como poupar dinheiro para o futuro dos filhos. Alguns dos passos sugeridos para atingir esse objetivo são:

  1. reveja o seu planejamento familiar
  2. corte gastos desnecessários
  3. pesquise sobre investimentos
  4. mantenha a disciplina
  5. insira as crianças nesse processo

1. Reveja o seu planejamento familiar

Não importa se é o primeiro bebê, o segundo, ou o terceiro. Uma criança sempre vai mexer no planejamento financeiro da família. Por conta disso, é essencial começar por esse ponto se quiser encontrar formas de como poupar dinheiro para o futuro dos filhos.

O mesmo princípio deve ser considerado por pais que têm filhos maiores, mas que somente agora conseguiram, ou puderam, começar a guardar dinheiro para eles.

Com isso em mente, coloque na ponta do lápis — em uma planilha no computador ou em aplicativo de celular — todos os gastos fixos essenciais familiares, tais como água, luz, condomínio, prestação do imóvel, despesas com alimentação, veículo, entre outros.

Obviamente, não deixe de listar também os custos necessários para a saúde e bem-estar das crianças, de acordo com suas idades, por exemplo, fraldas, medicamentos, escola e mais.

Em seguida, some todas essas contas e compare com a renda líquida familiar. A ideia aqui é conseguir quitar todos os compromissos financeiros sem gerar dívidas, manter o conforto familiar e, ao mesmo tempo, verificar quanto se pode dispor para aplicar no futuro dos filhos.

2. Corte gastos desnecessários

Se na conta que acabou de fazer você perceber que não há sobras financeiras para serem aplicadas, as opções são rever o que pode ser cortado ou tentar diminuir os custos.

Por exemplo, pacotes de TV a cabo, internet, streaming de vídeos e música, saídas de final de semana e delivery são alguns bons exemplos de gastos que podem ter os seus valores mensais reduzidos, ou mesmo extintos por determinado período.

Uma maneira de identificar o que pode ser modificado é considerar o custo-benefício e as prioridades da sua família. 

Será que é preciso, mesmo, pedir comida todo o final de semana? Daria para substituir algum passeio pago por um gratuito com as crianças, tal como trocar o cinema por um dia em um parque gratuito? Isso faz uma baita diferença no final do mês.

3. Pesquise sobre investimentos

Com as finanças equilibradas, o próximo passo de como poupar dinheiro para o futuro dos filhos é pesquisar sobre investimentos — afinal, valores guardados embaixo do colchão não geram lucros, concorda?

No caso, os tipos de investimento sugeridos são os de renda fixa e de longo prazo. Considerar aplicações que tenham esse formato é interessante visto que a ideia é aplicar quantias periodicamente e deixar elas lá, paradinhas, só rendendo para que seus filhos usem mais adiante, não é isso?

Tendo em vista esse objetivo, alguns dos investimentos que podem ajudar a sua família a poupar para o futuro das crianças são:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • LCI e LCA;
  • Debêntures;
  • Ações;
  • Fundos de Investimento;
  • Tesouro Direto;
  • Mercado Imobiliário;

Ainda que seja um assunto delicado, há também quem considere adequado para o seu formato familiar deixar um testamento pronto e/ou ter um seguro de vida como outros veículos para proporcionar um futuro financeiro mais adequado para os filhos.

4. Mantenha a disciplina

Tem quem criança em casa sabe: eles querem tudo o que veem. Além disso, elas perdem roupas e sapatos muito rápido, o que leva aos pais a comprarem itens novos constantemente — se você ainda não está nessa fase, se prepare!

Porém, se o seu objetivo é guardar dinheiro para o futuro delas, é essencial ter disciplina e não cair na tentação de usar os valores destinados para esse fim para outras coisas, principalmente gastos supérfluos.

É claro que situações emergenciais podem acontecer. Para ter uma quantia financeira que possa ser usada nesses casos, sem comprometer os seus investimentos, uma dica é montar uma reserva de emergência.

Esse fundo é um dinheiro que você guarda que não tem um destino certo, ou seja, não cumpre um objetivo específico. Ele tem justamente a função de estar disponível para ser utilizado para resolver problemas financeiros não previstos, como questões de saúde ou uma batida do carro, por exemplo.

Por esse motivo, vale a pena incluir a criação de uma reserva de emergência no seu planejamento familiar.

5. Insira as crianças nesse processo

Existe um provérbio que diz: “Bendito aquele que consegue dar aos seus filhos asas e raízes”, o qual foi citado por Paulo Coelho, escritor, letrista, jornalista brasileiro e imortal da Academia Brasileira de Letras, em uma das suas publicações

Se trouxermos esse pensamento para o contexto financeiro, é possível atribuir o termo “asas” para a guarda de recursos monetários que contribuirão para que as crianças realizem seus sonhos quando estiverem mais velhas.

Já as “raízes” podem ser vistas como um caminho para dar aos filhos uma boa educação financeira, a qual, inclusive, pode ajudá-los na fase adulta.

Por esse motivo, vale considerar incluir a criança nesse processo de economia, com orientações e abordagens de acordo com a idade dela.

É possível começar utilizando jogos e brincadeiras que envolvam o manejo do dinheiro (falso) como meio para inserir o contexto de planejamento financeiro em suas vidas.

Você também pode dar para o seu filho uma pequena mesada, para que ele comece a ter percepção de gastos, de como usar o dinheiro de forma consciente para comprar tudo o que deseja, entre outros ensinamentos relacionados.

Atividades lúdicas: aprender sobre dinheiro brincando!

Outro exemplo é ensinar, de forma prática, como as crianças podem poupar para atingirem um propósito específico. 

Para isso, pegue uma caixa ou um pote de vidro e, com a criança, coloque uma etiqueta indicando o que ela pretende comprar — uma bicicleta nova, patins, videogame, entre outras opções.

A oriente a colocar nesse recipiente os valores que ganhar de tios, avós, padrinhos, ou mesmo o que sobrar da mesada no final do mês. 

O objetivo é, conforme ela ver esse “porquinho” enchendo e, ao final, conseguir comprar “sozinha” o que queria, desenvolver um bom entendimento sobre a importância de guardar dinheiro pensando no futuro e como forma de realizar seus sonhos.

Essa atividade pode até se tornar mais digital, substituindo o dinheiro físico do porquinho em uma conta digital em nome da criança. Há várias instituições financeiras que permitem a abertura de conta para menores, desde que seja indicado um responsável.

As dicas que trouxemos neste conteúdo ajudaram você? Acredita que um bom planejamento financeiro pode ajudar a sua família agora e nos próximos anos? 

Então aproveite que está aqui e leia os outros artigos da Bitso sobre educação financeira!

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.