A stablecoin USDP: o que é, como funciona e motivos para você ter na sua carteira!

Dentro do universo das criptomoedas a maior proximidade com o que conhecemos do sistema tradicional são as stablecoins, que buscam acompanhar justamente a cotação das moedas fiduciárias, principalmente do dólar americano. USDP,  também conhecida como Pax Dollar, é mais um desses casos: uma stablecoin pareada ao preço do dólar na razão de 1 para 1. Isto é 1 dólar estadunidense é igual a 1 Pax Dollar..

Você já deve ter lido aqui sobre outros projetos do tipo, como USDC, BUSD e Tether e talvez esteja pensando “poxa, mais uma stablecoin! O que será que essa tem de diferente?”. 

Neste artigo te contaremos sobre aspectos específicos dela e, na prática, o que ela apresenta de novidade que justifique atenção suficiente para preencher com informações seus próximos minutos lendo aqui. Vamos lá?!

O que é USDP?

USDP é uma stablecoin criada em 2018 que está na rede Ethereum e é pareada com o dólar americano na proporção de um para um. Utiliza como lastro para emissão de novas unidades dólares americanos e não possui lastros em outros ativos como por exemplo títulos públicos de curto prazo da dívida dos EUA – como acontece no projeto USDC.

O acompanhamento da reserva que serve como lastro de emissão se dá por meio de auditorias mensais (os relatórios ficam publicamente disponíveis a quem quiser checar) e, além disso, é regulada pelas normas de fiscalização do Departamento Financeiro de Nova York.

Talvez por ter lido que o nome anterior dessa moeda digital era Pax Dollar você deve ter associado com a empresa Paxos e, se isso realmente aconteceu, saiba que você não errou: realmente trata-se da mesma empresa dando base a esse projeto, que mudou de nome oficialmente em setembro de 2021, de Pax Dollar para USDP, para ficar mais aderente a nomenclatura de outras stablecoins, como é o caso da USDC, USDT (Tether) e outras.

USDP vs BUSD vs USDC: quais são as diferenças?

Apesar de terem em comum os fatos de que são ambas stablecoins e com a empresa Paxos oferecendo certa base, existem quatro diferenças consideráveis entre os projetos USDP e BUSD.

A primeira dessas diferenças está na reserva utilizada como lastro que dá sustentação às novas moedas que são emitidas: em USDP são apenas dólares, enquanto em USDC e BUSD existem também títulos públicos de curto prazo.

Como segunda diferença podemos destacar são as instituições que dão base a existência de cada um dos projetos: enquanto em BUSD existem duas instituições, sendo uma corretora (a Binance) e outra uma empresa de serviços em Blockchain (a Paxos), no caso de USDP temos apenas uma empresa, a própria Paxos. Os dois projetos compartilham essa mesma empresa oferecendo sustentação, mas continuam sendo diferentes mesmo assim. A USDC é gerenciada pela Coinbase e foi concebida pela CENTRE.

Temos na terceira diferença a maior de todas, o tamanho do mercado de cada uma delas: ao final de julho de 2022, enquanto BUSD conta com um valor agregado de mercado superior a US$17 bilhões, USDP aparece muito atrás, com cerca de US$900 milhões. A USDC, da Coinbase, tem valor de mercado superior a US$50 bi. E isso tem a ver com o número de tokens emitidos, pois o valor de cada um deles é de 1 dólar.

Volatilidade e o tamanho do mercado: vale prestar atenção

Esse último aspecto pode ter relação direta com o tamanho de cada mercado e as oscilações que acontecem dentro dele. E isso tem tudo a ver com oferta e demanda, um conceito super importante na economia.

As variações de preços da USDP (mesmo que pequenas, na casa da fração de centavos de dólar) levam em conta apenas os fatores de mercado que estão ligadas à USDP – como oferta, demanda,a confiança no USDP que vai perseguir o valor do dólar americano. Além, é claro, das próprias variações do mercado de criptos, que querendo ou não afetam o interesse das pessoas em ir atrás de uma moeda desse universo, mesmo no caso de stablecoins.

Como a USDP tem uma capitalização de mercado inferior a outras stablecoins, movimentos mais bruscos na demanda ocasionam volatilidade maior, mas em pouco tempo o preço volta a convergir para 1 dólar. E essa volatilidade, já que estamos falando de uma stablecoin, é um ponto de preocupação.

O que torna o projeto único?

Geralmente projetos que estão dentro da blockchain Ethereum apresentam uma vantagem interessante: dada a facilidade de se conectar com outras plataformas, tendo em vista as possibilidades todas de encaixe e a ampla aceitação de tokens que estão dentro dessa rede, é possível que você encontre o projeto para negociação em diversas exchanges e que a utilização seja observada em termos práticos em muitos locais – o que também é facilitado pelo fato de ser uma stablecoin.

Para além das parcerias todas que o USDP conta em exchanges, wallets, existe uma em especial que tem chamado a atenção: através da carteira Novi, uma parceria com o WhatsApp (mensageiro do grupo Meta) pode permitir que, mais adiante, quando você enviar dinheiro por lá, use justamente essa stablecoin para fazer isso.

Com uma base de centenas de milhões de pessoas utilizando o WhatsApp, caso essa parceria se torne uma realidade global, podemos esperar que essa stablecoin tenha sua utilidade consideravelmente aumentada.

Vantagens e desvantagens de ter USDP na carteira

Antes de tomar qualquer decisão de compra de algum projeto cripto para ter em sua carteira, além de entender melhor sobre a história e os objetivos dele, é importante olhar de maneira direta quais as vantagens e desvantagens. Vamos agora te mostrar alguns desses pontos.

Começando com as vantagens:

  • Por ser uma stablecoin da rede Ethereum, conta com uma ampla gama de possibilidades de uso, o que significa que é fácil de encontrar por aí e também de “conectar” com diversas plataformas;
  • A possibilidade latente de uma parceria com o WhatsApp a nível global tende a colocar o projeto em uma ascensão enorme de valor de mercado, com base nessa utilização que passará a ser muito maior do que o atual;
  • Segurança que vem das auditorias mensais e do cumprimento de normas regulatórias: a emissão de novas unidades apresenta um controle com razoável seriedade graças a isso.

Agora observando os pontos de atenção:

  • Mercado pequeno, volatilidade além da conta: como te apresentamos, oscilações na cotação de uma stablecoins não deveriam se distanciar muito da meta que ela pretende perseguir e, no caso de USDP, já observamos distanciamentos perigosos disso;
  • Risco de contaminação no mercado específico das stablecoins: se já é complicado para projetos maiores, com maior utilização e valor de mercado se “provarem” seguros diante de alguma instabilidade com outras stablecoins, isso fica ainda mais complicado com um projeto de valor de mercado tão reduzido;
  • Aparição de projetos concorrentes que façam igual mas de maneira otimizada: esse risco está sempre presente nos mercados cripto como um todo, mas fica ainda mais chamativo quando se trata de algum projeto que ainda passa por processo de amadurecimento, como é o caso aqui.

Como comprar USDP na Bitso?

Tendo chegado até aqui e pensado “gostei desse projeto, quero ter na carteira!”, a boa notícia que temos para te dar é que aqui na Bitso isso é possível. Não diretamente, mas junto a uma cesta que também inclui BUSD e USDC, formando a USD Stablecoins.

É bem simples de ter acesso a isso, vamos te mostrar quais são os passos necessários:

  1. Baixe o app da Bitso e abra sua conta;
  2. Com a conta aberta, envie recursos para ela, via PIX ou mesmo transferindo suas stablecoins da outra carteira para Bitso;
  3. Se optar pela conversão com reais, assim que os recursos estiverem disponíveis, procure a aba de stablecoins;
  4. Chegando lá, selecione a opção USD Stablecoins;
  5. Ao fazer a conversão, você vai perceber que o saldo vai constar como USD Stablecoins. O que acontece nesse saldo é que as unidades de USDC, BUSD ou USDP são transformadas automaticamente em USD Stablecoins na carteira da Bitso!
  6. E além disso, outra coisa bacana é que você pode ativar o Bitso+; se fizer isso, seu saldo em USD Stablecoins pode render até 8% ao ano! Se já era uma boa ideia ter um saldo nessas moedas digitais, imagina só fazê-las ter rendimento enquanto ficam ali paradas!

Com esses rápidos passos você já terá esse projeto em sua carteira!

Para seguir entendendo mais aspectos específicos do universo cripto, não deixe de ler também os tantos outros conteúdos que temos aqui no Blog da Bitso!

O Time Bitso é formado por especialistas em criptomoedas, garantindo informações seguras e precisas sobre o mundo cripto.